Sua Empresa On

E-mail Marketing, se a sua empresa não usa, você pode estar perdendo dinheiro.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O E-mail Marketing é uma estratégia bem antiga, e você utiliza dessa ferramenta independente de achar que ela vale a pena ou não ser usada.

Concordamos que o e-mail marketing teve o seu auge de usuários logo na sua estreia, porém se uma ferramenta está a sua disposição, por quais motivos você deixaria de usá-la?

E é exatamente por ser uma ferramenta antiga que ele carrega em si um certo tom de segurança e urgência.

Além de que é uma ferramenta que todo mundo está acostumado a usar.

Se você criar uma conta em qualquer lugar, qual o primeiro dado solicitado?

Não é à toa que bancos, compras de ingressos, shows, viagem são todos confirmados através de um único canal: o e-mail.

“Ah, mas eu não uso e-mail, meu irmão não usa e-mail, meu filho não usa e-mail.”

Ok, mas o ponto aqui é:

O seu público provavelmente usa.

Existe um mito de que as pessoas não utilizam mais de sites porque agora existem as redes sociais, não usam e-mail porque agora existe outros canais de relacionamento.

Mas o que você tem que entender é que, não é porque alguém disse que isso é verdade que tem que ser, precisamos de dados concretos e estatísticas para provar.

Estatísticas sobre o E-mail Marketing

O e-mail se tornou uma ferramenta de Marketing em 2008.

No mundo, há aproximadamente 200 milhões de e-mail enviados por minuto, totalizando em +94 trilhões por ano.

Algumas pessoas passam mais de 2 horas lendo e-mails diariamente.

97,6% das pessoas conferem sua caixa de entrada diariamente, sendo que 85% desse público utiliza do celular para checagem, recebendo notificações diárias dessas mensagens.

60% dos consumidores preferem receber notícias, promoções e conteúdos pelo e-mail ao invés do Whatsapp, SMS, ou outros módulos de contato.

Desmistificando o E-mail Marketing

Você começa a perceber então que, o e-mail não caiu em desuso como muitos dizem por ai?

Para entender o seu funcionamento precisamos primeiro desmistificar algumas inverdade contadas na internet:

E-mail Marketing não funciona.

Se você usou ou ouviu falar que o e-mail marketing não funciona mais, pode ter total certeza de que você usou da maneira errada.

Assim como nosso público, a tecnologia também está em constante atualização, correto?

Portanto, a maneira como a utilizamos também deve seguir essa mudança.

Sendo assim, não adianta mais você tentar usar uma ferramenta da mesma maneira que usavam a 12 anos atrás.

O E-mail está ultrapassado.

Perceba que pode não ser a ferramenta então que está ultrapassada, e sim a maneira como você a utiliza na sua comunicação.

Inúmeras mudanças agregaram novas funcionalidades a esse material, sendo assim, o e-mail marketing ainda continua sendo uma ótima maneira de se relacionar com seus clientes.

Redes Sociais substituíram o E-mail.

É visível o aumento nas Redes Sociais como forma de interagir com seu público, portanto, será que é possível dizer que elas tenham substituído o e-mail quando o assunto é relacionamento?

Segundo resultados de comparação das duas ferramentas, concluímos que: o E-mail Marketing tem uma taxa de abertura 6x maior do que as Redes Sociais.

Ou seja, o E-mail ainda é uma importante arma, visto que ele ainda traz consigo uma bagagem de segurança, urgência e importância em suas mensagens.

Tudo que você recebe por e-mail você considera, sejam boletos, compras, recados.

Assim como utilizam das cartas para essa finalidade, o e-mail também tem o seu lugar.

Além de tudo isso, diferente das Redes Sociais que a qualquer momento podem desaparecer, sair do seu auge ou até mesmo desabilitar todo o processo de vendas que você havia criado, o e-mail é uma ferramenta sua.

E-mail Marketing é só para vender.

Existe um para paradigma que ele só deve e pode ser usado com a finalidade de vender.

Mas você deve entender o quanto se utilizam dessa ferramenta para se relacionar com o público.

Pense no seguinte, com os processos de automação é possível que você crie um caminho e atualize seus clientes com materiais que possam tirar suas dúvidas, sendo conduzidos até o momento ideal de compra.

E-mails não precisam vender o seu produto, mas sim responder questões a respeito dele e então fazer com que o seu público esteja mais preparado para um contato direto.

Uma fórmula invasiva e geradora de spam.

Por muito tempo, graças a sua utilização equivocada, ele foi considerado uma estratégia invasiva e geradora de spam.

Mas pense comigo, quando você está assistindo uma série, um pod cast, até mesmo vendo uma metralhadora de stories, você se sente incomodado com a repetição se o conteúdo for realmente bom e relevante?

O mesmo acontece com o e-mail, a partir do momento que você começa a criar conteúdos interessantes e enviá-los para as pessoas certas, este incomodo desaparece.

Você consegue perceber então a importância de se utilizar dos mecanismos de uma maneira correta?

Quanto mais contatos melhor.

Essa frase só se aplica quando esses contatos estão realmente interessados no que você tem a dizer.

De nada adianta você enviar um e-mail vendendo material escolar para 10.000 contatos se somente 500 deles têm filhos na idade escolar.

Assim como, não adianta nada vender um produto destinado a postos de combustíveis para uma proprietária de salão de beleza.

Comece então a entender quem são os seus clientes, quais são os seus gostos, dores e problemas, e só assim você irá ter um processo de vendas muito bem estruturado com o uso do e-mail.

Se quiser saber mais sobre como definir o seu público, acesse nosso material sobre ICP.

E-mail Marketing é pessoal na medida.

O e-mail de relacionamento, como é chamado hoje em dia, é pessoal o suficiente para não ser invasivo e ao mesmo tempo não ser indiferente.

Perceba, quando uma empresa que nunca entrou em contato com você antes te envia uma mensagem via Whatsapp, Facebook ou outras redes sociais, começa a surgir um certo tom de invasão.

De onde ela tirou meu número, quem é essa pessoa que eu nem conheço e está querendo criar um relacionamento comigo?

Por esse motivo, muitas empresas usam do E-mail como fonte de primeiro contato com seus possíveis clientes.

Nós já estamos acostumados a receber esse tipo de mensagens por esse canal.

Além do que, pelo e-mail é possível que a automatização trate cada cliente pelo seu nome, cargo, localização, o que traz essa proximidade necessária para que esse cliente se sinta especial perante a empresa.

Saiba como funcionam os processos de relacionamento no Inbound Marketing através de e-mails clicando aqui.

Automação do Marketing

A automação do marketing necessita de um relacionamento com seus clientes.

É necessário que você saiba sobre o que seus cliente buscam, quais materiais eles consomem, e isso pode ser encontrado através de um caminho construído pelos e-mails.

Pense no seguinte:

Com a automação é possível que em uma semana você envie um material para seus contatos e depois envie, na outra semana, um e-mail com novos materiais somente para quem abriu essa mensagem.

Ou até mesmo para quem não teve interação alguma.

Você percebe que a partir desses dados é possível então ver quais materiais são interessantes para cada tipo de seus clientes?

E a partir disso construir um percurso de materiais que levem o seu cliente em potencial a maturidade na etapa de compra.

Se quiser saber mais sobre a atuação do e-mail marketing no processo de automação da sua empresa, clique aqui e acesse nosso outro material sobre esse assunto.

Tipos de E-mail Marketing

Newsletter

A newsletter é um material mais amplo que normalmente atinge o público em todas as etapas de compra, dispondo de materiais que possam faze-lo avançar nesse processo.

É um material mandado de forma periódica para manter um certo contato com alguns potenciais clientes que pararam de consumir seus materiais.

Vendo assim, possíveis materiais mais a frente ou passados que podem ser de interesse do cliente para que ele retome o contato com o seu produto.

Promocional

Não falamos de promocional no sentido de promoções de produtos e sim promover uma oferta.

Promover então um material que ele possa consumir para resolver alguns problemas ou dúvidas sobre o porquê a sua empresa deve ser a escolhida.

Pois bem é nesses tipos de estratégias que enviamos os materiais para que o cliente seja nutrido avançando assim na etapa de compra.

O forte desse material é a objetividade, fazer com o cliente chegue até a etapa de compra.

Pesquisa

Tendo em mãos esse contato direto com seus clientes, nada mais justo que realizar pesquisas.

A partir da realização de uma compra, ao adquirir um material, é sempre possível se fazer uma pesquisa de satisfação.

Saber o que seu cliente está pensando sobre seus produtos, materiais, atendimento, até mesmo sobre a sua empresa, vão te ajudar a entender melhor com quem você está conversando e quais pontos a melhorar nessa relação.

Sazonal

São e-mails que costumamos enviar em datas comemorativas.

Existem no nosso calendário diversas datas com que as pessoas detêm uma certa ligação emocional.

Sejam elas: datas de aniversário, natal, dia dos pais e mães, namorados, black friday etc.

Criar um vínculo emocional e de cuidado com seus clientes é de suma importância para que eles te vejam como uma parceira em suas vidas.

É claro que comemorar todas as datas seja necessário, mas é interessante usar isso a seu favor elencando quais delas são importantes para o seu cliente.

Boas-vindas

Um e-mail de boas-vindas é aquele que faz com que o cliente esteja preparado para começar a receber os seus conteúdos.

A partir do momento em que ele se cadastra em alguns de seus canais, você começa aqui uma relação.

Então nada mais certo que atentar ele que isso irá acontecer.

É nessa hora que damos a opção para o contato se ele quer ou não receber esses tipos de conteúdo por esse canal.

E-mail Marketing para Clientes inativos

Conquistar um cliente será 5x mais caro do que reconquistar os que já fazem parte da sua empresa.

Por essa questão, manter um relacionamento com clientes inativos é muito vantajoso.

Você pode nesse momento talvez enviar uma oferta, uma pesquisa de satisfação ou tentar entender o porquê dele não estar mais fazendo negócios com a sua empresa.

A partir disso, começar então um novo ciclo para reatar esse relacionamento e assim concluir uma nova venda.

Ecommerce

Se você vende online e não utiliza do E-mail Marketing, posso te garantir que está perdendo muito dinheiro.

Todos os seus clientes precisam deixar seu e-mail para realizar compras, cadastros ou adquirir descontos, sendo assim, a sua lista de e-mail já está pronta.

Você tem em mãos exatamente o que seu público procura, compra, e até o que não compra, podendo montar a partir daí uma lista de ofertas para trazer novos clientes para o seu negócio.

As vantagens do E-mail Marketing para sua empresa.

Grande alcance

Existem atualmente 4 bilhões de usuários de e-mail no mundo, esse número deve chegar a 4,5 bi até 2024, mais da metade da população mundial.

E como resultado, essa estatística nos mostra que é possível a partir do e-mail alcançar uma parcela absurda de clientes para o seu negócio.

Previsibilidade

Quando você faz uma postagem em uma rede social ou coloca um outdoor em uma avenida, não é possível ter a certeza de que todos os seus possíveis clientes vejam esse material, certo?

Já com o e-mail, essa previsibilidade é certa, pois, se você enviar para 1.000 pessoas é certo que todos eles irão receber o seu material.

E ainda é possível saber quais deles abriram, interagiram ou foram direcionados para outro lugar.

Flexibilidade

Como dissemos acima, existem inúmeras formas de você tratar essa ferramenta.

Sendo ele promocional, de boas-vindas, pesquisa, o e-mail funciona como uma tela em branco, dando uma gama de alternativas para você se comunicar como quiser com seus clientes.

Alto retorno sobre investimentos. (ROI)

A cada R$1 investido em um planejamento de e-mail marketing, cerca de R$44 retornam para a empresa e dependendo do setor esse retorno pode ser ainda maior.

Outro ponto importante é, colocar a disposição de outras estratégias todos os benefícios e resultados citados acima.

Além do próprio retorno, o e-mail também faz com que o investimento em futuras ações tenham o seu custo reduzido, resultando assim em um maior retorno encima delas.

O E-mail Marketing ainda vive.

Pense então no e-mail como uma ferramenta sua, e só sua.

Diferente de outras mídias que podem simplesmente decair, ele é um patrimônio da sua empresa.

Em conclusão, não existe um canal ruim, o que torna ele ruim é a maneira como você o utiliza.

E a junção de todos esses canais é que vão fazer com que a sua empresa então empregue Marketing de verdade e comece a colher resultados dessas estratégias.

Isso não quer dizer então que ele é o único que será utilizado.

Você precisa então saber exatamente o que funciona para sua empresa nesse exato momento, realizar testes e começar a fazer da maneira correta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *